Filme Metanoia

Sinopse do filme gospel Metanoia: Fumante eventual de maconha, no entanto, Eduardo acaba se viciando em crack depois de ser apresentado à droga por Jeff, um amigo de classe média vivido por Caio Blat. A dependência da droga leva o protagonista às ruas do centro de São Paulo, na região conhecida como Cracolândia, onde ele pratica assaltos para poder sustentar seu vício.

METANOIA - DEPOIMENTO CAIO BLAT



Passando por clínicas de reabilitação até chegar à atitude radical de pedir à mãe (vivida pela atriz Einat Falbel) que coloque grades em seu quarto, Eduardo só consegue mesmo encontrar um final feliz graças a Deus, em carne e osso. Vivido por Lucas Hornos, o Caquinho de "Sai de Baixo", o Criador aparece nos últimos minutos do filme para salvar e mudar a vida do personagem.

Engana-se, aliás, quem acha que o título "Metanoia" tenha a ver com a "paranoia" causada pelo uso de crack. O termo significa mudança, arrependimento e, no âmbito religioso, conversão.

O filme é cheio de frases como "Jesus transforma" e tem uma cena que mostra uma sessão descarrego, quando o protagonista finalmente encontra iluminação, mas Caíque e o diretor evitam rótulos. "Não gosto de rotular o filme. Ele é para todos, mas traz a visão em que a gente acredita", disse o diretor. "A gente não quis demonizar a droga, o crack destrói vidas. A gente vê em depoimentos de famílias. A mídia também mostra isso. Quisemos mostrar a realidade e trazer uma solução para o espectador."

"Metanoia", no entanto, vem ganhando forte apoio da comunidade evangélica. Priscilla Alcântara, ex-colega do apresentador Yudi no "Bom Dia e Cia" (SBT) e hoje cantora gospel, por exemplo, estava na pré-estreia do filme, em São Paulo. "Já estava na hora de alguém mostrar a verdade que Jesus faz a gente enxergar", disse ela, na ocasião. Também na pré-estreia, a cantora e pastora Mariana Valadão salientou que o longa está "no coração de Deus. A realidade é triste, mas tudo pode ser diferente com o amor de Jesus."